Área do cliente

Insira seu usuário e senha. Caso não possua, solicite ao Escritório.

Correio eletrônico

Acesse o seu correio eletrônico de forma simples e direta.

Notícias

Tribunal de Justiça do Espírito Santo revela os nomes dos agraciados com o Prêmio William Couto

Mais de mil magistrados, servidores e estagiários de 98 unidades judiciárias, que se destacaram ao longo do ano anterior, vão receber a homenagem. Os nomes dos magistrados, servidores e estagiários que serão agraciados com a premiação “Mérito Jurisdicional William Couto Gonçalves” em 2020 foram revelados nessa segunda-feira, 30/11. A premiação incentiva e reconhece o trabalho diário e contínuo desenvolvido pelos integrantes do Poder Judiciário do Espírito Santo, ao longo do ano anterior, ou seja, em 2019. O Ato nº 269/2020, assinado pelo presidente do TJES, desembargador Ronaldo Gonçalves de Sousa, com a lista dos vencedores, foi disponibilizado no Diário da Justiça nessa segunda-feira (30/11), e pode ser conferido no link a seguir: https://sistemas.tjes.jus.br/ediario/index.php/component/ediario/1053845?view=content A magistrada Inês Vello Correa, do 4º Juizado Especial Cível de Vila Velha, uma das unidades judiciárias agraciadas, falou sobre sua gratidão em receber, pela 2ª vez, o Prêmio Wiliam Couto, de produtividade do CNJ. “Quero registrar que só conseguimos este intento graças a um esforço conjunto de todos os serventuários e membros do gabinete do 4º Juizado Especial Cível de Vila Velha. Então, eu agradeço, à equipe de trabalho, o sucesso alcançado, ressaltou a juíza. O chefe de secretaria do 1º Juizado Especial Cível de Cachoeiro de Itapemirim, José Maria Supelete, destacou a importância desse reconhecimento, que revigora a equipe e aumenta a sensação de cumprimento do dever com excelência: “É um privilégio receber este estimado prêmio, significa que estamos no caminho certo, apesar de tantas dificuldades que temos enfrentado e que o Brasil apresenta, como chefe de cartório, esse prêmio aglutina e motiva a equipe, bem como fomenta a satisfação do dever cumprido”. A servidora Vanda Fraga, da Vara de Órfãos e Sucessões de Serra, que recebe o prêmio pela 4ª vez consecutiva sob o comando do magistrado Thiago Vargas Cardoso, enfatizou que o resultado é fruto do trabalho em equipe: “Um trabalho de gabinete, assessores e cartório, analista e estagiário, um trabalho de união, com muito amor, com muita dedicação, e essa comenda vem incentivar para que possamos continuar unidos, porque unidos conseguimos vencer as dificuldades do dia a dia”. Outra unidade que recebe a premiação este ano é o 2º Juizado Especial Cível de Vila Velha. E a servidora Leila Silva, que atua na unidade judiciária, também falou, em nome da equipe, que ela chama carinhosamente de família 2º JEC, sobre a honra de serem agraciados com o Prêmio William Couto. “Isso nos motiva, porque nos traz esse feedback de que o nosso trabalho está sendo bem feito, está sendo reconhecido, e faz com que no ano que vem, se Deus nos ajudar, estejamos aqui novamente, agradecendo uma nova premiação, e vamos seguindo, fazendo o nosso trabalho cada vez melhor”, disse Leila. A Premiação A concessão da premiação foi instituída pelo Tribunal Pleno do TJES, através da Resolução 18/2017, de 14 de junho, firmada pelo então presidente da Corte, desembargador Annibal de Rezende Lima. Além de incentivar e reconhecer o trabalho diário e contínuo desenvolvido pelos integrantes do Poder Judiciário do estado, o Prêmio é uma homenagem in memoriam ao desembargador William Couto Gonçalves. Doutor em Direito, pós-doutor em Filosofia do Direito, mestre em Ciências Jurídicas, e autor de quatro obras jurídicas, William Couto Gonçalves foi desembargador do Tribunal de Justiça entre os anos de 2010 e 2015. O magistrado ingressou na carreira em 1983, sendo diretor da Escola da Magistratura entre 1990 e 2002. O homenageado também foi professor e ministrou vários cursos e palestras, tendo publicado sete artigos sobre temas jurídicos. O desembargador ainda recebeu, ao longo da vida, cinco títulos honorários e 15 moções. Serviço Eventuais recursos ou impugnações relativas à listagem publicada podem ser endereçadas à Presidência do TJES, por meio do Processo SEI nº 700660543.2020.8.08.0000, até o dia 09/12 (quarta-feira). Vitória, 01 de dezembro de 2020 Informações à Imprensa Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do TJES Texto: Elza Silva | Maira Ferreira Assessora de Comunicação do TJES www.tjes.jus.br
01/12/2020 (00:00)

Contate-nos

Rua Álvares Cabral  38  1 andar, sala B
-  Parque Residencial Laranjeiras
 -  Serra / ES
-  CEP: 29165-420
+55 (27) 3318-8880+55 (27) 3099-8880
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.